"É concessão para bolso grande", diz ministro sobre leilão da Dutra

Governo espera competição entre "grandes operadores" pela concessão da rodovia, em leilão nesta sexta-feira, dia 29

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse nesta quarta-feira, dia 27, que o governo espera uma competição entre "grandes operadores rodoviários" pela concessão da rodovia Dutra, em leilão que acontece nesta sexta-feira, dia 29, na B3, em São Paulo.
Classificado como o maior leilão de concessão rodoviária da história do país, o certame exige que o vencedor desembolse quase R$ 15 bilhões de investimentos no projeto, que reúne uma nova licitação da Dutra em conjunto com a Rio-Santos.
"É uma concessão para bolso grande, não é para qualquer operador. Então esperamos competição entre grandes operadores rodoviários, uma disputa entre esses maiores operadores que estão no segmento", disse Tarcísio em evento promovido pelo BTG Pactual.
O leilão dará início ao que o Ministério da Infraestrutura vem chamando de "Super Infra", nova temporada de leilões de infraestrutura do governo, que deve captar mais R$ 23,5 bilhões de investimentos no setor.
Outro certame importante marcado para acontecer em breve, em 20 de dezembro, é o da BR-381/262, de trecho que liga Minas Gerais e Espírito Santo, com expectativa de investimento superior a R$ 7 bilhões. Inicialmente, o leilão aconteceria em novembro. Segundo Tarcísio, o adiamento se deu em razão do grande interesse de grupos pelo ativo, que pediram mais tempo para estudar o projeto.

image